Kuala Lumpur

Kuala Lumpur Travel Blog

 › entry 7 of 12 › view all entries

Partimos no voo da Air Asia para KL, sem o Abrantes, onde chegamos às 06:30, aproveitando para dormir dentro do possível, no avião. O Abrantes e a amiga Guida irão ter connosco a Pulau Redang. Seguimos para o Central Station para levantar os bilhetes da Malaysia Ailines para Pulau Redang. Seguimos de táxi para o Hotel e aproveitamos para conversar com o taxista que oferece algumas indicações sobre o que visitar na cidade. Ficamos a saber que já não é possível subirmos os Petronas porque os bilhetes já esgotaram. Fazemos o check in no Hotel Renaissance e tomamos o pequeno-almoço. Como só podemos entrar nos quartos a partir das 12:00 decidimos seguir logo para as Batu Caves.

Numa viagem de taxi seguimos para as míticas e milenares Cavernas Batu, a 13 Km norte de KL local sagrado dos Hindus, onde supostamente apareceu a mãe do Deus Murugan, “destruidor do velho e criador do novo”.

Aqui subimos os 272 degraus, acompanhados por macacos já habituados a receber dos turistas bananas, bolachas e amendoim, até chegarmos ao templo interior. A subida é cansativa e exige paragens sucessivas do grupo. Finalmente chegamos ao topo e entramos na primeira parte da gruta. Subimos mais umas escadas e entramos noutra gruta iluminada por uma enorme abertura no tecto. Parece ser esta caverna o local onde os macacos descansam. Aqui visitamos um templo Hindu. Tiramos algumas fotos e voltamos a descer as escadas.

Regressamos ao Hotel para tomar banho, trocar de roupa e descansar. Do nosso quarto avistamos às Petronas. À primeira vista as torres não parecem ser as maiores do mundo mas são sem dúvida imponentes. Seguimos a pé para as Torres Petronas.

Chegados ao local tiramos fotos e entramos dentro do Centro Comercial para ver algumas lojas de marca e almoçarmos. Chama-nos à atenção a quantidade de lojas de marcas de luxo e a quantidade de mulheres cobertas com burca. Apesar de estarmos num país Muçulmano, na generalidade as mulheres vestem-se “à Ocidental”. Pela informação recolhida junto dos taxistas depois dos atentados de Nova Iorque os Muçulmanos Árabes passaram a fazer férias em países Muçulmanos. Kuala Lumpur está cheio destes turistas. Almoçamos no Délifrance. Vamos para a parte de trás dos Petronas onde encontramos um enorme jardim e lago. Seguimos a pé para a Menara Telecommunications Tower, a 5.ª maior torre do mundo com 421 metros de altura. Exaustos seguimos ainda para a Praça de Merdeka, local onde se deu a Independência da Malásia em 31 de Agosto de 1957.
Em torno desta praça encontram-se alguns monumentos históricos importantes como o Sultan Abdul Samad e a Catedral de Santa Maria.

No final do dia decidimos visitar mais um novo Chinatown em Petaling Street. Este é mais um gigantesco Night Market cheio de luzes neon, com cópias dos melhores produtos mundiais a preços acessíveis mas infelizmente é o pior que conhecemos na Ásia. Começo a sentir o estômago às voltas. Não sei se é do cansaço, de alguma coisa que comi ou dos cheiros a fritos e molhos esquisitos que andam no ar. Regressamos aos Petronas para jantar e tirar mais algumas fotos nocturnas. Jantamos no Nandos, restaurante que faz do Galo de Barcelos o seu mascote. Comemos Frango pela 1ª vez na Ásia com algum receio! Aproveitamos para tirar mais umas fotos nocturnas e regressamos completamente KO's ao Hotel.

Join TravBuddy to leave comments, meet new friends and share travel tips!