Hong Kong

Hong Kong Travel Blog

 › entry 3 of 12 › view all entries

Depois de uma viagem de 12 horas aterramos finalmente em Hong Kong às 9:00. Está a chover mas nada que não se esperasse. Á saída encontramo-nos com o Abrantes, esse viajante errante que já conhece o Sudeste Asiático como a palma da mão.

Cambiamos 100 Euros para HKD, guardamos as malas no Aeroporto de HK, compramos os cartões Octopus e aproveitamos o facto de já estarmos na ilha de Lantau para fazer uma visita matinal espiritual ao Grande Buda para pedir que nos ajude nesta grande aventura.

Seguimos de autocarro para a Ilha de Lantau. Chegados à ilha somos confrontados por uma notícia devastadora!!! Devido ao último tufão as estradas estão cortadas e não conseguimos seguir. No posto das informações somos bombardeados com questões de jornalistas e pseudo-jornalistas a perguntarem a nossa opinião sobre os últimos acontecimentos.

Aparecemos no jornal da noite e na 1 página de todos os jornais de HK (a confirmar).

Desiludidos, regressamos ao Aeroporto, levantamos as nossas malas e seguimos para o Hotel Ramada para fazer o check-in.

Seguimos novamente para um Délifrance para almoçar. Comemos umas sandes e voltamos à estrada.
Seguimos para Statue Square no Bairro Central em Chung Wan e damos por lá umas voltas para conhecermos melhor o ambiente do centro financeiro, politico, histórico e social de Hong Kong e claro…. ver algumas lojas. As semelhanças com Nova Iorque são muitas, excepto na quantidade e modernidade de alguns edifícios gigantescos. Aqui nota-se uma modernidade arquitectónica que falta a Nova Iorque. Como é Domingo assistimos ao “Sunday Filipino Fiesta” ao lado do edificio HSBC (a construção mais cara do mundo com um bom feng shui) onde centenas de Filipinas e Indonésias, a maioria trabalhadoras domésticas, aproveitam para gozar o seu único dia livre.

Por todo o lado vemos milhares de mulheres sentadas no chão de HK a conversarem, sem percebermos uma única palavra. Provavelmente conversam sobre os temas triviais do dia-a-dia de qualquer mulher em qualquer parte do mundo: o marido que é um chato, o filho que não estuda, a filha que está apaixonada por um vagabundo, o patrão que não quer aumentar o salário, as saudades que têm das suas terras natais, etc.

Na praça central assistimos a uma manifestação de imigrantes. Parecem estar a reclamar por melhores condições de vida. Uma das manifestantes chora enquanto conta a sua historia no microfone. Aos milhares as mulheres mantêm-se atentas.

Aproveitamos para percorrer a maior extensão de escadas rolantes do mundo que passa pela Zona SOHO e termina perto de Victoria Peak.

Esgotados, descemos de volta para o centro de HK.

Quase 19:00 seguimos para o Ferry, para atravessarmos Victoria Harbour para a zona de Kawloon. Chegados a Kawloon, encontramos mais uma manifestante sentada a meditar, com posters enormes com imagens de homens, mulheres e crianças famintas e a morrer.

Ao longo do Harbour centenas de pessoas aguardam pelo espectáculo diário de Luzes. Como é cedo decidimos ir tomar um copo ao luxuoso Península Hotel. O Abrantes conta-nos que na sua visita á casa de banho um homem abriu-lhe a torneira e deu-lhe sabonete líquido para limpar as mãos!!! Isto é que é serviço de qualidade!

A vista do outro lado do Harbour é fabulosa. Parece Nova Iorque à noite. Tiramos das melhores fotografias da nossa viagem.

Depois do espectáculo seguimos para o Spagetti House para Jantar. Depois de jantar subimos o Nathan Road, a Broadway de Hong Kong até chegarmos ao Temple Street Night Market em Yau Ma Tei. É o primeiro “Chinatown” que visitamos na Ásia. Cansados, regressamos de Metro para HK e andamos pelo menos durante 1 hora, até chegarmos à conclusão que estávamos perdidos e só conseguiríamos voltar ao Hotel Ramada de táxi. Desta vez a excelente capacidade de orientação da Elsa falhou provavelmente devido ao cansaço provocado pela viagem. :)

Join TravBuddy to leave comments, meet new friends and share travel tips!
Hong Kong
photo by: Sunflower300