AsiaJapanTokyo

Day One: Akihabara Shopping Craze

Tokyo Travel Blog

 › entry 1 of 4 › view all entries
Não estava nos meus planos regressar a Tóquio, mas como o Museu Ghibli é em Mitaka, não tive outra opção a não ser incluir Tóquio no meu itinerário para as férias de Inverno. O shinkansen ou avião custam os olhos da cara, por isso reservei bilhetes para o autocarro, com partida de Akita Eki às 20:00 e chegada a Shinjuku Eki às 06:00 da manhã seguinte. Em Akita estava a nevar de forma consistente, o branco agora é a cor permanente. Por sorte tive a Nozomi como companheira de viajem já que ela ia regressar a casa em Mie e depois seguir para Hong Kong. A viajem foi longa e eu praticamente não dormi. Chegadas a Shinjuku eu e a Nozomi despedimo-nos mas conheci logo uma outra japonesa, Miei, e fomos tomar um café juntas no Macdonalds.
Ela tava à espera de uns amigos e eu tinha todo o tempo do mundo até poder fazer check-in no hotel. Conversámos durante cerca de 1 hora e então eu apanhei o metro para Akebenobashi e lá descobri o hotel Ace Inn, paguei 3 noites e deixei a mala, porque àquela hora o quarto ainda tava ocupado. Confesso que fui para Tóquio sem planos concretos, as minhas únicas certezas eram que ia ver o Museu Ghibi e Kamakura. Então regressei a Shinjuku, tomei pequeno-almoço e acabei na JR Yamanote Line em direcção a Akihabara. Que posso eu dizer em minha defesa? Akihabara é o único sítio do mundo que me pode fazer desistir de ser uma otaku. E porquê? Porque tem tudo: aquilo que queremos, aquilo que sabemos que existe mas nunca vimos, aquilo que desconhecíamos mas que agora cobiçámos, tudo o que uma consumista desenfreada como eu pode querer.
Eu não ia com ideias de comprar coisas, mas no final do dia tive de comprar uma mochila para poder carregar tudo o que comprei. Passei o dia todo às voltas em Akiba, mas a coisa complicou-se na hora de comprar doujinshi. Bem, como passar a imagem do que é uma loja com doujinshi? Acho que nunca vi tamanha concentração de testosterona em toda a minha vida, a loja tava apinhada de homens que se empurravam uns aos outros para tentarem ver e comprar os livros. Já viram imagens do ComikMarket em que os otaku se atropelam para serem os primeiros a chegar aos stands? Era qualquer coisa do género. Eu ainda me atrevi a entrar, mas confesso que me senti envergonhada por ser a única mulher ali no meio de tanta pornografia. Não aguentei 5 minutos na loja. O motivo para tanta agitação suponho que sejam as releases dos doujinshi do Winter ComikFest que tinha acontecido bem recentemente. Regressei ao hotel relativamente cedo, exausta (deviam ser 9 horas) e fui logo dormir, que no dia seguinte tinha de estar em Mitaka antes das 10:00. 
Join TravBuddy to leave comments, meet new friends and share travel tips!
Tokyo
photo by: maka77