AsiaChinaBeijing

"Os Monges de Shaolin"

Beijing Travel Blog

 › entry 10 of 32 › view all entries

 

 

As aulas de hoje correram um bocadinho melhor, apesar de ontem não ter tido tempo de preparar quase nada, o que me dá bastante ânimo para preserverar nesta turma.

 

No intervalo da aula chamaram-me para resolver um problema da bolsa. Faltava ter preenchido um formulário para a bolsa, a mim e ao Ricardo, por isso ainda que tivemos que andar para trás e para a frente com a papelada, até que a enviamos por correio para a entidade responsável. É tempo precioso perdido, logo nesta altura em que os dias me parecem tão curtos, em que não durmo mais do que seis horas por dia, com ainda umas outras tantas de atraso por cima... Mas não há cansaço que me pare aqui, há tanta coisa para ver, para fazer!, que seria crime passar esse tempo a dormir mais do que o estritamente necessário.

Beijing Yuyan Wenhua Daxue
Bem, ao menos já recebi os meus 800yuans da bolsa. 80 € cá na China ainda dão para alguma coisa - assegurar-me-ia pelo menos a alimentação por um mês, não fossem os “Pato à Pequim”, “Jantar Imperial”, e as idas frequentes ao Japonês e a outros restaurantes não tão acessíveis como a cantina... :p

 

Durante intervalo das aulas, alguns dos meus colegas japoneses convidaram-me para ir almoçar com eles, e assim fui juntamente com a Bruna e com o Ricardo, que encontramos à saída. Foi um almoço muito divertido! E o melhor é que somos forçados a falar em chinês, pois é a única língua comum a toda a gente, e aprendemos desse modo imenso (por exemplo, já sei pedir por 'colheres'! :D), ao mesmo tempo que nos divertimos!

 

            *+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*

 

 

De tarde descobrimos um laguinho encantador escondido no meio da vegetação num dos imensos parquezitos do campus, com uma adorável pontezinha chinesa e tudo! Virada para o lago, uma parede com o nome da universidade e, por baixo, nomes sem fim de países que, imagino, tenham relação com a BLCU.

�'�萄牙pútáoyá (Portugal) também lá estava, claro!

 

Eu ainda andei com o calhamaço do dicionário de chinês a passear pela universidade enquanto procuravamos um lugar cá fora à sombra para estudar, para depois deixar lá a Bruna e ir tratar dos papéis da bolsa, trocar euros para yuans, e me dar conta de que já estava na hora do espectáculo programado para esse dia...

 

            *+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*

 

 

Às 5 da tarde fomos apanhamos o autocarro da universidade que nos levou ao teatro Vermelho - 红剧场 (hóngjuchang).

Embora este seja ainda em Beijing, a viagem levou hora e meia! De regresso não chegou a uma hora, porque não havia trânsito. Ainda assim, é bastante tempo para se deslocar de um ponto a outro dentro de uma cidade!

Como tínhamos uma hora para comer antes do show, eu e a Bruna exploramos as ruelas lá do sítio à procura de um restaurante. Entramos finalmente num que nos pareceu não ter um ar tão duvidoso quanto muito dos outros por onde tínhamos passado. Em Beijing encontram-se tantos estrangeiros, principalmente pela zona da BLCU, que os chineses já estão habituados a eles e, normalmente, nem olham duas vezes. No entanto, naquelas ruelas, e depois no restaurante, todas as cabeças se viravam para nós, com curiosidade, como se nós fossemos um bicho raro ou algo do género.

Éramos as únicas estrangeiras naquele restaurante. Ali não havia sequer os menus práticos, com as imagens dos pratos e descrição em inglês, a que nos tínhamos (mal)habituado na zona da universidade.

 

Para acrescentar ao desconforto da coisa, através do balcão e vidros que davam para a cozinha, apanhei inclusive um dos cozinheiros a tirar-nos uma fotografia! Já num outro dia, reparei num tipo numa bicicleta à nossa frente que sacara da máquina fotográfica e a apontara na nossa direcção.

Eu ainda me desviei, mas ele seguiu com a câmara! São tão discretos, eles!... :D

 

*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+

 

 

O teatro, embora grande, era muito pobrezinho, achei, para a dimensão do espectáculo “Os monges de Shaolin”. Adorei o show! A minha atenção foi tomada refém desde o princípio até ao very end do espectáculo! O show primou pelas encenações, pela música, história e artes marciais. Foi tão bom que, à saída, comprei sem hesitar o CD e DVD. Também, por 100 yuans, valia bem a pena!

 

*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*+*

 

 

Jaina_me says:
e como se diz quero uma colher??:) andas a fazer vida de rica:):):)
Posted on: Aug 18, 2007
Join TravBuddy to leave comments, meet new friends and share travel tips!
Beijing Yuyan Wenhua Daxue
Beijing Yuyan Wenhua Daxue
Beijing
photo by: Deats